quarta-feira, 7 de maio de 2014

...


O mano mais crescido perdeu-se de amores pelo mano bebé. São tantos os beijos e as festinhas e os abraços que por vezes parece que o vai devorar.
É este amor que me enche (ainda mais) a alma.

1 comentário:

marina maia disse...

Estou maravilhada...Lindos!!!