domingo, 7 de dezembro de 2014


Dezembro chegou e eu mal me apercebi. Passou Novembro [o meu querido Novembro] e com ele as festas da minha gente, a minha festa (a 37ª já...), as castanhas na brasa nas tardes frias de domingo e o chá quente para acabar - bem - os dias.

Chega Dezembro e (re)nasce em mim uma vontade inexplicável de mudança. Apetece-me mudar tudo aquilo que me desiquilibra e tudo o que me intoxica. É tempo de repensar rotinas e hábitos tão bem instalados, porque se é para melhorar, que seja. É também a [minha] altura de tomar decisões, de por desejos numa lista a concretizar para o ano novo. Uma delas, talvez a primeira e a mais importante, é cuidar mais de mim. Dou muito de mim aos meus e eu vou ficando, naturalmente, para trás. Há que mudar isso, por mim, mas também por eles. 

1 comentário:

marina maia disse...

Fazes muito bem porque o tempo passa e nos vamos ficando para trás, os filhos crescem e depois nao querem saber de nós, que é o meu caso agora, e agora não sou capaz de certas coisas...como cuidar mais de mim...